Mobilização dos terceirizados no DPT exige direitos usurpados

A direção do Sindilimp-BA mais uma vez responde aos interesses da categoria. Desta vez a mobilização é no prédio do Departamento de Polícia Técnica (DPT) em Salvador.

Na segunda-feira (31) e na terça-feira (01 de agosto) as manifestações visam mostrar à opinião pública os problemas enfrentados e não resolvidos pelas empresas e pelo governo estadual que as contrata,

Exigimos a quitação de multas rescisórias, direitos trabalhistas e contra a fragmentação dos pagamentos dos vales transporte e refeição.

“É uma crise que afeta os terceirizados em diferentes categorias em toda a Bahia e, dessa vez, estourou no DPT. Os trabalhadores cansados de tomarem calotes das empresas contratadas – que já passaram por lá – entraram em contato com o sindicato e denunciaram que uma empresa nova fragmentou os pagamentos dos vales transporte e auxílio alimentação”, informa o conselheiro jurídico do Sindilimp e vereador de Salvador, Luiz Carlos Suíca.

Para a coordenadora do Sindicato, Ana Angélica Rabello, os trabalhadores têm reclamado da falta de diálogo e das constantes quebras de acordos. “As manifestações continuarão. O Estado alega que vai pagar as multas rescisórias, mas até o momento não informou como isso será feito. Os trabalhadores estão cansados. Exigimos uma solução para evitar mais sofrimento”.

Categorias: NOTÍCIAS

Tags: ,,

Comentários estão fechados

Facebook

Get the Facebook Likebox Slider Pro for WordPress