28 de abril: Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes de Trabalho

O Sindilimp-BA e a CUT-BA trazem como princípio a discussão e a reivindicação das mais sérias e necessárias que é a luta por trabalho decente. Precisamos que cada sindicalista, cada entidade sindical, incorpore em suas atividades de reivindicações, a organização do trabalho, a política previdenciária, o aprimoramento dos serviços de saúde, a prevenção de acidentes, doenças e mortes causadas pelas condições dos ambientes de trabalho.

Claro que isso passa pela mobilização dos trabalhadores e por nossa capacidade de atuar com os demais setores para assegurarmos a aplicação, implementação e melhoria da legislação trabalhista. Buscando sempre que o trabalhador e a sociedade despertem para o importante problema das precárias condições de trabalho no Brasil.

É fundamental que se promova seminários, palestras, Semana da Saúde do Trabalhador e debates. Precisamos estar na linha de frente exigindo fiscalização de indústrias e empresas com más condições de trabalho, nas formações e treinamento de monitores de CIPA’s e em muitas outras atividades destinadas a conscientizar o trabalhador sobre a importância de sua saúde.

Precisamos aprofundar nossa ação porque são visíveis os sinais que muito há por se mudar para que os trabalhadores sejam respeitados em seus direitos e deveres. Que sindicalista não percebe em sua categoria o cansaço físico e mental, nervosismo e tensão relacionados ao modo de produção capitalista? Essa situação favorece a dependência de bebidas alcoólicas e os conflitos familiares, o que amplia os riscos de acidentes no trabalho.

A saúde pública ainda não é aquela que defendemos. Há descasos, tanto dos governos estaduais municipais e federal. A dívida pública cresce e com ela os cortes nos gastos sociais, como saúde, educação e saneamento básico. Precisamos dizer não a isso em nossas ações. Temos companheiras e companheiros nos governos, porém, nosso compromisso maior é com a categoria e classe social que representamos.

Devemos lutar pelas mudanças imediatas nesta questão assim como na defesa do meio ambiente, pois sem muita mobilização é impossível alcançar segurança e saúde para os trabalhadores.

Reafirmamos serem questões prioritárias a defesa do trabalho decente a defesa da saúde, segurança e qualidade de vida da classe trabalhadora. Vamos juntos debater esta questão e construirmos uma política sindical a respeito para só assim cumprirmos nosso papel como construtores de um Brasil verdadeiramente para todas e todos e mostrar que País grande é país sem golpes, sem pobreza e sem trabalhadores desrespeitados em sua questão mais fundamental que é a saúde, a vida.

Vamos à luta!

Sindilimp-BA – CUT-BA

 

Categorias: NOTÍCIAS

Tags: ,,

Comentários estão fechados

Facebook

Get the Facebook Likebox Slider Pro for WordPress