Paralisação no Colégio Estadual de Aplicação Anísio Teixeira (CEAAT) exige pagamento de direitos conquistados com luta

O Colégio Estadual de Aplicação Anísio Teixeira (CEAAT), na Estrada da Muriçoca, s/nº, São Marcos, está paralisado na manhã desta segunda-feira, 21, em razão do não pagamento de tudo que é devido pela Prosseli Empreendimentos, a mesma que vitima as trabalhadoras e trabalhadores do Teatro Castro Alves (TCA). Querem exigir muito e pagaram apenas o vale transporte e nada de quitar os salários e os vales alimentação.

Mais uma vez exigimos uma ação concreta do governo estadual para impedir mais este absurdo, esta humilhação com que trabalha. Pagar em dia é um dever e nós exigimos que se respeite a categoria.

Lembramos sempre que, no mínimo, o governo estadual, que contrata as empresas, exija o cumprimento do contrato de forma correta, ou seja, que pague em dia as trabalhadoras e trabalhadores. O governo estadual deve cobrar de forma firme a Prosselli e quaisquer outras empresas caloteiras.

Chega a ser um desrespeito a Anísio Spínola Teixeira, patrono do IAT, um jurista, intelectual, educador e escritor brasileiro, personagem central na história da educação no Brasil, que nas décadas de 1920 e 1930, difundiu os pressupostos do movimento da Escola Nova, que tinha como princípio a ênfase no desenvolvimento do intelecto e na capacidade de julgamento, em preferência à memorização.

Anísio Teixeira merece respeito! As trabalhadoras e trabalhadores exigem respeito e que os direitos conquistados sejam quitados! O Sindilimp-BA sempre estará presente na luta exigindo que os interesses da categoria sejam priorizados!

Categorias: NOTÍCIAS

Tags: ,,,

Comentários estão fechados

Facebook

Get the Facebook Likebox Slider Pro for WordPress