Sindilimp-BA busca resolução para trabalhadores da Zangões que atuavam nas Farmácias Sant’Ana

A ex maior rede da Bahia do setor, a Farmácia Sant’Ana enfrenta derrocada e já foram demitidos cerca de 600 funcionários. A controladora do grupo, a Brasil Pharma, fechou 46 das 114 lojas daquela que foi a maior drogaria da Bahia.

O Sindilimp-BA atua para solucionar o problema de 120 trabalhadores que atuam na portaria e segurança das farmácias. São contratados pela Zangões Gerenciamentos de Serviços Patrimoniais Ltda. e exigem o pagamento de seus direitos.

Recentemente o Sindilimp-BA realizou uma assembleia com a categoria e constatamos que muitos estão aposentados ou próximo da aposentadoria. Alguns até mesmo estavam sem a carteira de trabalho assinada.

Como sempre, nosso papel é de buscar uma solução e não causar problemas. Verificamos com a Bahia Pharma que a controladoras pagou tudo que era devido à Zangões, porém, essa empresa não repassou o que era devido aos seus funcionários.

Restaria o caminho da Justiça do Trabalho, mas buscamos uma solução negociada para evitar um processo demorado no TRT-BA.

Na reunião, a Bahia Pharma se propôs a pagar 70% de tudo que é devido. A categoria em assembleia aceitou a proposta.

Estamos realizando as homologações e os que estavam sem Carteira de Trabalho assinada estão sendo regularizados para assegurar seus direitos previdenciários.

Até no máximo o fim de abril estaremos com tudo regularizado e com valor legal assegurado no TRT-BA.

Na Bahia, dos 584 demitidos, 478 são funcionários varejistas (balconistas, caixas e estoquistas) e 106 farmacêuticos. Muitos lutam na Justiça para garantir seus direitos.

O Sindilimp-BA luta para assegurar os direitos da categoria. Um longo processo no Judiciário atrapalharia a vida de muitos funcionários que não têm outros meios de sobreviver. É melhor assegurar a maior parte do que aguardar uma solução demorada na Justiça.

Categorias: NOTÍCIAS

Comentários estão fechados

Facebook

Get the Facebook Likebox Slider Pro for WordPress