Tribuna Popular: Sindilimp denuncia desrespeito contra terceirizados

Ana Angélica Rabello, coordenadora do Sindilimp-BA, usou a Tribuna Popular para mostrar as lutas e reivindicações de nossa categoria. Ocupou a Tribuna Popular da Câmara Municipal de Salvador, na tarde desta segunda-feira (3), para denunciar o desrespeito dos patrões com os trabalhadores terceirizados.

Ela fez um apelo aos vereadores para que intercedam junto aos empresários, no sentido de que avancem nas negociações: “Já tivemos oito rodadas da campanha salarial e não chegamos a um acordo que respeite os direitos dos trabalhadores que prestam serviço à prefeitura e ao governo estadual”.

Ana Angélica fez questão de ressaltar a diferença de tratamento em relação aos trabalhadores conforme o vínculo: “A prefeitura e o governo anteciparam parte dos salários dos servidores efetivos, enquanto aos terceirizados só desrespeito e calote. Estamos aqui para pedir socorro”.

Um dos segmentos mais numerosos dos terceirizados, os profissionais de limpeza urbana já tiveram três rodadas de negociação. São mais de 40 mil trabalhadores em todo o estado. “Os garis merecem ser respeitados como profissionais de saúde pública e a qualquer hora Salvador poderá ficar sem limpeza pública”, avisou a coordenadora do sindicato.

O presidente da Câmara, vereador Leo Prates (DEM), parabenizou Ana Angélica pela atuação, classificando-a como “uma das grandes líderes sindicais do estado, representando muito bem a categoria”. Ex-presidente da Limpurb, o vereador Tiago Correia (PSDB) também elogiou a representatividade do Sindilimp.

Dirigente da entidade, o vereador Luiz Carlos Suíca (PT) foi o responsável pela presença do Sindilimp na Tribuna Popular. Ele disse que a categoria não pode continuar “invisível” e defendeu que tanto a prefeitura quanto o governo estadual restrinjam a contratação de empresas que “deram calote nos trabalhadores”.

Categorias: NOTÍCIAS

Tags: ,

Comentários estão fechados

Facebook

Get the Facebook Likebox Slider Pro for WordPress