Trabalhadora do Grupo Braspe sofre acidente e direção de escola municipal não toma medidas necessárias

r_correia

As diretorias do Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza no Estado da Bahia (Sindilimp-BA) e da Central Única dos Trabalhadores (CUT-BA) denunciam o que classificam como descaso da direção da Escola Municipal Roberto Correia que, no dia 9 de julho, viu a funcionária Elinete dos Santos Alcântara, da Braspe Empreendimentos e Serviços, sofrer uma séria queimadura quando desenvolvia trabalho de merendeira na instituição de ensino.

“Foi um descaso absoluta e o Sindilimp-BA repudia a atitude da diretora Celeste Matos que nem ao menos encaminhou a funcionária para um atendimento médico. Só no posterior, 10 de julho, a mãe da trabalhadora a levou ao Hospital Geral do Estado (HGE) para receber socorro médico. Um absurdo que denunciaremos à Smed e demais órgãos”, afirma Ana Angélica Rabello, coordenadora geral do sindicato.

Edson Conceição, diretor do departamento de Saúde do Trabalhador da CUT-BA, informa que as medidas legais serão tomadas “para evitar que o fato se repita. Onde fica a humanidade e solidariedade da direção da escola. Diante de um grave acidente de trabalho bastava à diretora Celeste Matos conduzir nossa companheira para a Unidade de Emergência São Marcos ou outra providência, porém, preferiu se omitir e nós queremos saber qual a opinião da Secretaria Municipal de Educação (Smed) diante deste caso. O vereador Luiz Carlos Suíca, nosso companheiro, já solicitou explicações ao Poder Executivo”, disse.

A Escola Municipal Roberto Correia localiza-se na Rua Jaime Vieira Lima, s/nº, em Pau da Lima e atende cerca de 500 estudantes do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental I. “Cremos que é papel da escola, conforme estabelece a Smed, promover educação básica de qualidade, garantindo acesso à cultura, esporte e lazer, contribuindo para a formação do cidadão e sua inclusão social. Ora, que exemplo de respeito, dignidade, inclusão social, transmite a direção da escola ao se recusar a atender com presteza e correção a funcionária Elinete dos Santos Alcântara? Vamos tomar todas as medidas para assegurar os direitos de nossa companheira que poderá ficar com sequelas”, finaliza Ana Angélica Rabello.

Categorias: NOTÍCIAS

Tags: ,,

Comentários estão fechados

Facebook

Get the Facebook Likebox Slider Pro for WordPress