Trabalhadores exigem melhores condições de trabalho no Hospital de Custódia

A diretoria do Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza do Estado da Bahia (Sindilimp-BA) realiza nesta quarta-feira, dia 22, a partir das 10 horas, uma manifestação em frente à Secretaria da Justiça Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH) para exigir condições dignas de trabalho aos companheiros da empresa ADAP, que prestam serviços no Hospital de Custódia e Tratamento (HCT).

A SJCDH diz que tem como compromisso construir uma cultura de Direitos Humanos que assegure a dignidade de todos os cidadãos baianos e, especificamente, dos povos indígenas, dos idosos, das pessoas com deficiência, dos consumidores e da população carcerária. Ela diz também que quer uma gestão norteada pela ética, transparência, modernização e eficiência dos serviços e formação permanente dos servidores. Ora, uma coisa é o que se diz outra é a que se pratica. A ADASP é uma empresa que não fornece plano de saúde, equipamentos de proteção individual (EPI’s), não paga salários em dia, não recolhe encargos trabalhistas e os vales transportes e vales alimentação não são pagos em dia.

Nosso Departamento Jurídico já foi acionado e demais medidas estão sendo tomadas. Os trabalhadores enfrentam uma situação tensa no local.  O Hospital de Custódia e Tratamento (HCT) recebe, sob regime de internação e por determinação judicial para perícia, custódia e tratamento os indiciados, processados e sentenciados, suspeitos ou comprovadamente portadores de doenças mentais ou de desenvolvimento mental incompleto ou retardo em regime fechado e com segurança máxima.

Não podem, além de tudo, não terem seus direitos respeitados. O Sindilimp-BA está firme na luta e buscaremos uma solução imediata junto ao governo estadual para que a empresa ADASP cumpra com suas obrigações!

Categorias: NOTÍCIAS

Tags: ,,

Comentários estão fechados

Facebook

Get the Facebook Likebox Slider Pro for WordPress