Sindilimp-BA exige respeito! A culpa pelo lixo em Itapuã não é categoria

itapua1

As críticas feitas por leitores em jornal de circulação na capital causaram a revolta de funcionários de limpeza pública.

A diretoria do Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza Pública (Sindilimp-BA) repudia quaisquer insinuações de que a responsabilidade é da categoria e exige que se respeitem as trabalhadoras e trabalhadores.

As notícias de que ruas do bairro de Itapuã, em Salvador, estão acumulando lixo não são verídicas, e tem mais, não se podem culpar os funcionários que cumprem suas funções. Nas ruas mencionadas nas críticas publicadas no jornal Massa, existe a limpeza, mas as árvores causam a sujeira com folhas e frutos. Ou seja, as reclamações não condizem com a realidade.

“Os funcionários limpam as ruas e logo em seguida elas estarão sujas novamente, mas a ‘sujeira’ neste caso se refere ao ambiente natural da região, com árvores amendoeiras históricas”, destaca a coordenadora do sindicato, Ana Angélica Rabello.

Não falta atuação dos funcionários de limpeza, pelo contrário, o que existe ainda é um déficit para com a profissão. É preciso mais acesso à qualificação profissional e maior efetivo dos trabalhadores.

Salvador e as demais cidades necessitam de projetos em educação ambiental. Salvador é a terceira maior cidade do Brasil e temos um contingente populacional com quase 3 milhões de pessoas e os funcionários da limpeza pública não conseguem, mesmo querendo, dar conta da demanda principalmente sem a colaboração efetiva da população.

Nossa categoria exige respeito e não aceita ser qualificada como culpada de nada. Nos esforçamos para manter a qualidade do serviço, mesmo com pouco investimentos dos órgãos responsáveis.

Categorias: NOTÍCIAS

Tags: ,,

Comentários estão fechados

Facebook

Get the Facebook Likebox Slider Pro for WordPress